Elizama Almeida

Elizama Almeida gosta de arquivos literários. Graduada em Literatura pela Puc-Rio, especializou-se em Literatura e Pensamento Contemporâneo na mesma instituição com pesquisa sobre cadernos de escritores (2018). Criou o site www.museudaliteratura.com.br como parte de sua dissertação de mestrado, Um museu que não nasceu: Lygia Fagundes Telles e um Museu de Literatura Brasileira na década de 1970 (2021). Trabalha no Instituto Moreira Salles, faz parte da Rede de Arquivos de Mulheres e organiza o grupo de estudos lacuna (Puc-Rio). Como projeto de doutorado, investiga os manuscritos de Um sopro de vida, romance póstumo de Clarice Lispector. Interessa-se pela materialidade dos documentos e por pesquisa em acervos digitais. Acredita no ecossistema universitário como troca horizontal.